O seu Dicionário Jurídico Online

Desigualdade Social

A desigualdade social é definida como uma má distribuição de riquezas entre sociedades diversas. O termo utilizado pela Sociologia para melhor estruturar a desigualdade social é estratificação.

A estratificação são divisões que existem dentro da sociedade e que geram desigualdade entre os seus membros, ou seja, representa a produção de hierarquia entre pessoas e grupos dentro de uma mesma estrutura social.

Vimos anteriormente aqui no dicionário direito sobre temas como relativismocorrupção e facismo. Hoje veremos o conceito de desigualdade social, consequências, no Brasil e exemplos.

O que é Desigualdade?

A desigualdade reside exatamente a diferença de oportunidades a que esses indivíduos pertencentes a uma mesma sociedade têm acesso.

Durante o passar dos séculos, existiram e ainda existem diversas sociedades que criaram os seus próprios critérios de estratificação, conforme os exemplos abaixo:

  • Sociedades Antigas: teve como critérios religiosos a chave para uma elevada posição para a pirâmide social.
  • Sociedades Feudais: tem como critério de estratificação o fator de distinção entre os indivíduos sua nobreza. A classe era dividida entre clero, nobreza, burguês e camponês. Os mais privilegiados econômicos eram o clero e a nobreza.
  • Sociedade Hindu: adotada principalmente na Índia, compreende um sistema de castas hereditário, ou seja, o grupo social no qual o pai nasceu é aquele do qual seu filho fará parte.

A própria sociedade moderna produz desigualdade entre seus membros a partir de uma distribuição do capital social. Essas classes são diferenciadas de acordo com bens que cada indivíduo possui.

Veja Também: O que é Capitalismo?

Desigualdade Social no Brasil

No Brasil, os cidadãos são comumente organizados em quatro classes sociais baseadas em sua renda. São elas:

Classe A – pessoas que ganham acima de 20 salários mínimos;

Classe B – pessoas que ganham de 10 a 20 salários mínimos;

Classe C – pessoas que ganham de 4 a 10 salários mínimos;

Classe D – pessoas que ganham de 2 a 4 salários mínimos.

Consequências da Desigualdade Social

Várias são as consequências da desigualdade social em uma sociedade em que há desequilíbrio social entre seus cidadãos. Sabe-se que as diferenças sociais não estão apenas atreladas a renda, mas também a outros quesitos que envolvem educação, cultura, emprego e oportunidades de vida.

Abaixo segue algumas das consequências mais persentes quando há grande disparidade social em um Estado:

  • Aumento da Violência;
  • Aumento da Pobreza;
  • Desemprego;
  • Fome;
  • Ensino Deficitário nas Escolas Públicas.
Veja Também: O que é Cidadania?

Exemplo de Desigualdade Social

Podem ser citadas como exemplo de desigualdade social as escolas públicas e as escolas privadas. As pessoas que estudam em escolas públicas não possuem os mesmos recursos, apoio ou condições de desenvolverem suas habilidades que as que estudam em escolas particulares.

Faça uma Pergunta ou Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.