O seu Dicionário Jurídico Online

O que é Facismo? Características, Resumo e História

Fascismo é uma ideologia política e movimento de massa que dominou muitas partes da Europa central, sul e oriental entre os anos 1919 e 1945. Ele também teve adeptos na Europa Ocidental, Estados Unidos, África do Sul, Japão, América Latina e no Oriente Médio.

Tratamos aqui no dicionário direito também sobre temas como: cidadaniademocracia. Aprenderemos agora um pouco sobre a definição de facismo, suas caraterísticas e como surgiu.

Resumo e História do Facismo

O primeiro líder fascista da Europa, Benito Mussolini, tomou o nome de seu partido da palavra latina fasces, que se referia a um feixe de varas de olmo ou bétula (geralmente contendo um machado) usado como símbolo da autoridade penal na Roma antiga.

A ideologia se opõe ao marxismo, ao liberalismo e ao conservadorismo tradicional, mas também empresta práticas e conceitos de todas essas ideologias.

Ao invés de se concentrar no conflito de classes, como os socialistas, os fascistas se concentram mais em raças e nações. O fascismo rejeita o pensamento liberal de um governo representativo e os direitos individuais, ao mesmo tempo em que defende a participação pública na política e faz uso de canais parlamentares.

Veja também: O que é Anistia?

Ele rejeita pontos de vista conservadores, mas muitas vezes pinta o passado em uma luz romântica para inspirar “renascimento nacional”.

Fascistas acreditam em ter uma economia mista, com o objetivo de alcançar a independência nacional e autossuficiência. O imperialismo, a violência política e a guerra são vistos como uma maneira de alcançar o renascimento nacional e muitos fascistas afirmam que não há nada errado em deslocar outras nações mais fracas expandindo seu território.

Características do Facismo

O pensamento fascista geralmente surge e adquire força em contextos de crise, seja ela econômica, social ou política, apresentando-se como solução radical. Agitando os sentimentos legítimos de sofrimento ou injustiça da população, o fascismo impulsiona e dá ênfase à ideia de que o grupo ao qual protege é a grande vítima de um cenário a ser revertido, apontando um inimigo que deve ser exterminado.

O nazismo, comumente considerado como uma forma de fascismo, pregava que a vítima eram os alemães brancos. Já a lista de inimigos era longa, indo de judeus à comunistas.

Utilizando pouca argumentação racional e grande apelação para a emoção, o fascismo incorpora uma missão de regeneração nacional expressada na figura de um herói, o líder carismático responsável por salvar a nação.

Faça uma Pergunta ou Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.