O seu Dicionário Jurídico Online

CDI

O CDI ou Certificado de Depósito Interbancário é um tipo de transação entre bancos, onde é utilizado para definir o valor a ser pago pelos bancos por adquirir mais dinheiro ou emprestar parte dos seus fundos para outras instituições financeiras.

Vimos aqui no dicionário direito sobre temas como IOF, Patrimônio Líquido, e Avalista e Fiador. Veremos neste artigo o significado de CDI, quando foi criado e como funciona.

Em aplicações financeiras como CDBs e fundo de investimento de renda fixa, é comum utilizar o CDI como medida de rendimento da aplicação. 90% do CDI, 100% do CDI.

Quando o CDI foi criado?

O CDI foi criado nos anos 80. Ele foi pensado para criar títulos para repor o caixa das instituições bancárias, então, a CDI é a taxa que lastreia essas operações.

Por norma, todo banco precisa terminar o dia com mais dinheiro em caixa do que despesas. Desse modo um banco pede renda a outro para conseguir equilibrar suas finanças diárias.

Para que Serve o CDI? é Investimento?

O CDI é o indicador que mostra quanto um banco irá pagar de juros a outro em caso de empréstimo. Assim, o banco cedente sabe, antes de emprestar, qual será o seu lucro na transação financeira, e o banco tomador dos recursos saberá quanto irá pagar ao seu credor.

Este indicador é usado somente entre as instituições bancárias, contudo, os investidores podem escolher títulos que são atrelados ao CDI na hora de compor sua carteira de investimentos.

Este é um índices usados como referência para calcular o rendimento dos investimentos de renda fixa.

Os investimentos de renda fixa são populares porque possuem rentabilidade previsível. Quem não possui uma reserva financeira prefere começar a investir em renda fixa porque é uma operação de baixo risco.

Veja também: Capitalismo

Investimentos Influenciados pelo CDI

  • CDB: Certificado de Depósito Bancário
  • LCI: Letra de Crédito Imobiliário
  • LCA: Letra de Crédito do Agronegócio
  • LC: Letra de Câmbio

CDI e a Selic

Quando a Selic sobe e o CDI está estável os bancos acabam diminuindo os empréstimos entre si, já que emprestar para o governo é mais lucrativo. Em suma, esse cenário significa que há pouco dinheiro circulando no mercado.

Mas, se a Selic estiver baixa a situação muda por completo. A remuneração dos títulos que são norteados por essa taxa tende a subir, e isso também significa prejuízo para as instituições financeiras pois haverá muita oferta de dinheiro em circulação.

Em um mercado financeiro saudável a Selic e o CDI devem estar com valores parecidos. Por esse motivo os ajustes na economia são feitos com o objetivo de manter a cotação do CDI próximo ao valor da Selic.

Faça uma Pergunta ou Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.