O seu Dicionário Jurídico Online

Juízo de Valor

O juízo de valor é entendido como uma opinião, um parecer ou uma avaliação que um indivíduo faz sobre algo ou alguém para determinar, normalmente, se é bom ou ruim, verdadeiro ou falso, confiável ou não. Tal conclusão parte de seu próprio ponto de vista, quase sempre formado por seus valores.

Vimos aqui no dicionário direito também sobre concessão e permissão, moção, ônus e bonus. Agora veremos o que é juízo de valor.

Significado de Juízo de Valor e Juízo de Fato

É comum haver confusão a respeito das definições de juízo de valor e juízo de fato, mas ambos possuem significados diferentes.

Significado de Juízo de Valor: trata-se do juízo baseado no que as pessoas creem, opinam ou acreditam. Está relacionado também com um conjunto de regras que a sociedade define como corretas, como ideologias, religiões e doutrinas.

Significado de Juízo de Fato: também conhecido como juízo de realidade, é definido exatamente como as coisas são, com base não apenas na vida cotidiana, mas também na ciência, física e metafísica. Por exemplo: que o gelo é frio e não quente, e sua temperatura pode ser facilmente verificada.

Juízo de Valor e Valores Morais

Juízo de valor e valores morais andam juntos, uma vez que os valores morais acompanham a vida do ser humano desde o nascimento, e no decorrer dela são transmitidos todos esses conceitos da família para o indivíduo.

Tais conceitos partem de uma crença pessoal ou comunitária sobre, por exemplo, o que é certo e errado, e é com base neles que são emitidos os juízos de valor.

Para exemplificar uma situação na qual esse conceito é empregado, imagine uma família conservadora que não enxerga com bons olhos o fato de duas pessoas morarem juntas antes do casamento. Quando veem um casal de vizinhos que se mudam sem serem casados legalmente, julgam aquilo errado, fazendo juízo de valor.

Enquanto em alguns casos ele afeta apenas a maneira como o indivíduo faz suas escolhas dentro de uma sociedade, em outras ele pode ser base para preconceito e discriminação.

Por isso, é recomendável que o juízo de valor seja deixado de lado, que suas opiniões sejam baseadas em razões objetivas e fatos verificáveis, e que não abram espaço para a intolerância.

Faça uma Pergunta ou Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.